Pretérito perfeito.

10 fevereiro 2014

Por que as pessoas se apegam tanto ao passado? Ao que foi e ao que poderia ter sido? Eu já fui muito apegada ao passado, pensava que nada seria tão bom como já tinha sido e que por isso não valia tanto a pena aproveitar os momentos que eu estava tendo no presente. Como eu era dramática, extremista e enganada.

Hoje vejo que perdi um bom tempo da minha vida sendo museu: vivendo de passado. Tempo demais presa ao que poderia ter sido, uma felicidade imaginária e incerta, deixando escapar tudo o que ainda podia ser.

Eu tive dias lindos no passado. Tive amigos e bons momentos, criei boas lembranças, comecei coisas novas, me apaixonei. E hoje, o único passado que me interessa é o perfeito, aquele que é ao mesmo tempo passado, presente e futuro. Aquele que tem tudo o que começou, mas ainda não terminou - amizades e uma história de amor que acredito eu que vão se eternizar pelo futuro.

O presente me traz dias lindos a cada nascer-do-sol, me mostra que não tem graça falar do passado, lamentar pelo que não foi ou poderia ter sido. Até porque a gente sempre imagina as melhores possibilidades, mas nada garante que seria assim.

Relembrar bons momentos é sempre bom. Mas hoje eu prefiro aproveitar tudo àquilo que começou no passado e permanece no meu presente porque faz bem. Prefiro sonhar com um futuro lindo, feliz e cheio de amor que só depende do meu esforço pra acontecer. O passado, a menos que seja perfeito, não me interessa mais.

2 comentários

  1. Exatamente isso!
    O passado deve ser só uma lembrança boa, mas viver? Vamos viver o futuro!! :)

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir

 
Almost the Moon, 2013 - 2017 ©. Desenvolvido por Michelly Melo.